terça-feira, 28 de maio de 2013

Montanha-Russa


Eu sempre soube que ele era diferente, diferente de todos que eu já tinha visto, conhecido e imaginado.
Não apenas pelo fato de tirar minha estabilidade, apenas por ser.
A diferença não é algo que se pode mudar, neste caso em especial, pode-se apenas,melhorar, deve-se, admirar.
Desde criança ouço as pessoas falarem sobre o amor, e creio que para cada um é diferente... sempre esperei meu príncipe encantado, aquele que viria num lindo e vermelho carro, os cabelos longos e ruivos ao vento, ele cantaria pra mim uma declaração de amor, e entre tapas e beijos eu viveria feliz para sempre.
Ok, nem toda fã conquista realmente seu ídolo, no meu caso isso seria impossível, mas  isso não requer detalhes.
Planos, todos fazem, certo? errado. Ele nunca havia feito planos, não tinha objetivos concretos nem metas. E eu, bem, eu planejava tudo, desde o momento que eu acordava até mesmo o jeito como lavaria meu cabelo no banho. Exagero, eu sei. Mas sempre foi assim.
Aquele velho ditado que diz: os opostos se atraem, está completamente errado no meu ponto de vista. Ele não me atraiu, nem eu o atraí. Simplesmente aconteceu, sem planejar nada, sem nem mesmo querer... e por um momento eu me senti completa, e senti que tudo o que eu imaginava e planejava não fazia sentido algum. Afinal, para se viver um grande amor, não se pode planejar, não dá pra querer tudo perfeito nos mínimos detalhes, a gente só tem que abrir o coração, não pensar e se entregar.
Um amor montanha-russa é incrível, você nunca sabe qual a próxima etapa, é como uma serie de suspense, tudo o que você imagina não acontece.
E sobre ele? Bem, eu posso dizer que é fantástico, homem  a moda antiga, sabe? desses que a gente não encontra todo dia. Encantador seria a palavra certa para o descrever, e não é atoa que o ciume toda conta do meu ser ao pensar em outra próxima a ele. O jeito delicado, as vezes ate de mais, por incrível que pareça me faz sentir-me segura, e eu sei que também passo segurança pra ele. Ele é brincalhão, tem uma criatividade infinita, assim como o amor que e o cuidado que ele demostra por mim. É meio perturbado, eu sei, tem coisas que eu não entendo, e algumas que eu nem tendo, simplesmente aceito e admiro. Ah, ele é musico, e como toca bem... me deixa babando perto de um instrumento, tudo bem que as vezes me irrita e me provoca ciumes, mas tantas coisas me irritam e me enciumam. Ele é de mais, não, é serio. Ele é fantástico, tem defeitos também, eu confesso, mas eu o amo, como não aceita-lo? Distraído desde sempre, hiper focado quando desnecessário, mas creio que somos peças especiais, com encaixe único, e se não fosse ele quem mais seria? Ninguém. Eu sei, é ele, sempre foi, e veio na hora certa, sem avisar, planejar ou pedir permissão, tomou conta de mim, destruiu os meus conceitos, balançou minha base forte... eu nem sei como descrever esse amor montanha-russa....

Nenhum comentário:

Postar um comentário