quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Sobre a alegria e a emoção

Creio que seu coração estava batendo forte, bem forte. Consigo te imaginar andando de um lado pro outro, roendo as unhas, já que no hospital não se pode fumar, teus dedos juntos como se estivesse segurando um cigarro, tinha um sorriso no teu rosto, grande como a tua boca.
Então o médico sai da sala e avisa que ele chegou, posso te ver dando pulos de alegria, abraçando todos ao seu redor, eufórico.
Depois de nove meses ele chegou, lindo, forte e grande, e eu nem acredito que é seu filho. Na minha cabeça a gente ainda vai dar um rolé no campinho, fumar uns, andar de bike e tomar coca na frente do portão da minha casa. Na minha cabeça o fim de semana vai chegar e vamos assistir um dvd qualquer, comendo trakinas e falando sobre música, mas agora tudo mudou... Você cresceu, já é papai.
Seu sorriso me contagiou, sua empolgação me emocionou. Seu filho, lindo.
Sobre a alegria que vi nos teus olhos e a emoção que eu senti não tenho palavras, apenas desejo que as coisas continuem dando certo, e que o amor nunca falte na sua e na minha família. Apenas isso, pois o resto eu sei que você dá um jeito.
Felicidades... Bundão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário